menu
Colégio S. Gonçalo Apoiodo pelo Ministério da Educação
Colégio em 1931 Colégio em 1971 Colégio em 2012
1931 1971 2012
Menu Horizontal pesquisar
ESCRITARIA: espaço de poucas palavras e muitas vontades...
(sobre)VIVER

Viver, plena e verdadeiramente, torna-se a cada dia uma imposição mais pertinente e mais difícil de concretizar no seu verdadeiro fim.
Normalmente, é com o passar das estações, quando deixamos de ser capazes de manter as folhas presas aos nossos ramos, que nos debruçamos sobre a consciência adquirida de que nos limitamos a sobreviver a uma insignificante adição de dias que passam sem qualquer coesão ou sentido.
Torna-se muito menos penosa a comodidade de um assento onde assistimos alegremente ao filme monocromático da nossa co-habitação com os outros e com o mundo.
Porque havemos de lutar por um bom emprego, pela felicidade ao lado de alguém ou até pela satisfação de uma vida realmente vivida, se, depois dela, nada perdura? Tornemo-nos pessoas frias, livres de sentimentos ou de um "lado lunar" que esperam calmamente o findar do seu tempo para assim partirmos para o eterno repouso. Deixemos de lado a utopia de que «há gente que fica na história da história da gente».
Se realmente a vida fosse um risco que vale a pena ser vivido, eu diria que mais vale arrependermo-nos pelo que foi feito do que suportar o arrependimento do que ficou por fazer.
Por isso, não riam, não chorem, não amem e deixem que o pano se feche e a peça termine sem sermos incomodados pelo som estridente dos aplausos.
Margarida Teixeira, 12º 4A2

©  Grupo de informática/informática de gestão @ Colégio de S. Gonçalo - AMARANTE - 2010/2012
users online:       IP: 3.236.159.130: