menu
Colégio S. Gonçalo Apoiodo pelo Ministério da Educação
Colégio em 1931 Colégio em 1971 Colégio em 2012
1931 1971 2012
Menu Horizontal pesquisar
Destaques [notícias & avisos]

 

 

 

 

 

 
Desporto Escolar: desempenho dos alunos do Colégio

No passado dia 3 de Junho, o CSG terminou a sua participação nas provas do Desporto Escolar. De salientar que, ao nível da atividade externa, os alunos do Colégio manifestaram um excelente desempenho, nos diferentes grupos/equipa.
A atividade externa compreende toda a atividade desenvolvida no âmbito das diversas vertentes do Clube do Desporto Escolar (grupo/equipa e centros de formação desportiva), através da participação em encontros interescolas, de caráter competitivo (visando o apuramento seletivo – campeonatos nacionais) ou de caráter não competitivo (encontros/convívios), tendo como principais objetivos proporcionar aos alunos atividades de formação e/ou orientação desportiva com vista à aquisição de competências físicas, técnicas e táticas, assim como potenciar a formação integral dos alunos.
No jogo de apuramento para a última fase do campeonato (Nacional) de Voleibol masculino no escalão de iniciados, a equipa do CSG, apesar de não ter conseguido levar de vencida a equipa da Escola EB 2,3 Domingos Capela, realizou um jogo de grande qualidade, evidenciando o bom trabalho desenvolvido ao longo do presente ano letivo.
Nos grupos/equipas de Golfe e Canoagem, para além da excelente participação nas últimas provas disputadas, destaca-se a assiduidade e permanência de um elevado número de alunos nos respetivos grupos/equipa.
De referir que, ao nível do Golfe CLDE do Tâmega, o aluno Hugo Ferreira alcançou um excelente 2º lugar no Ranking final de nível 1, enquanto a aluna Ana Ferreira terminou no 1º lugar do Ranking Gross.
Relativamente ao grupo de Canoagem, na 3ª prova regional, realizada no dia 18 de Maio, no Marco de canaveses, destacam-se os primeiros lugares alcançados nas provas de 200m, nos escalões de infantis A e B (masculino e femininos), assim como no escalão juvenil feminino.




Publicado em: 06/06/2013 08:19:05


 

 

 

 

 

 
CONCURSO: Empreendedorismo

Entre 24 de abril e 1 de maio a Casa da Juventude de Amarante acolheu jovens de mais de dez países europeus no Encontro Internacional de Jovens Empreendedores, no âmbito do Projeto Jovens Empreendedores – construir o futuro. O projeto que teve a sua apresentação pública, em novembro do ano passado, contou com a envolvência de 11 instituições, que se uniram durante o presente ano letivo para trabalhar em prol de um projeto inovador no concelho de Amarante. A iniciativa da Associação Empresarial de Amarante reuniu assim o apoio da Fundação Manuel António da Mota, da Caixa Geral de Depósitos e do Município de Amarante, teve como parceiros a Associação Humanitária e de Organização Social, o Aventura Marão Clube, o Instituto Empresarial do Tâmega e envolveu as escolas de ensino secundário Colégio de São Gonçalo, Escola Secundária de Amarante, Escola Profissional António do Lago Cerqueira e Externato de Vila Meã.
Este encontro organizado pela Associação Empresarial de Amarante, em conjunto com o Aventura Marão Clube, permitiu aos jovens das escolas do concelho de Amarante, de Espanha, Letónia, Eslovénia, Itália, Dinamarca, Grécia, Holanda e Roménia, partilharem experiências na área do empreendedorismo. A partilha de vivências  não só empreendedoras mas também culturais, dada a variedade de países envolvidos, garante o enriquecimento das competências de quem as vive, abrindo portas a uma sociedade cada vez mais globalizada. Para isso, foram preparadas um conjunto de atividades que permitiram a interação entre mais de trinta jovens, durante sete dias. Ao longo do Encontro, decorreu também o Concurso de Ideias de Negócio, no qual as quatro escolas promotoras – Colégio de São Gonçalo (CSG), Escola Profissional António do Lago Cerqueira (EPALC), Escola Secundária de Amarante (ESA) e Externato de Vila Meã (EVM) – concorreram com três Planos de Negócio inovadores cada uma. Do Colégio foram a concurso três projetos pré selecionados pelo nosso clube de empreendedores. Assim, tivemos, do Curso de Mecânica o projeto Waterland; Amarante Doar & Reciclar, do curso Informática e Gestão, e o projecto Grape House Hostel, do curso de Contabilidade e Gestão.
O júri do concurso foi composto pelo presidente da direção da Associação Empresarial de Amarante, Luís Miguel Ribeiro, que esteve também em representação da Caixa Geral de Depósitos, o administrador executivo da Fundação Manuel António da Mota, Rui Pedroto, Ariana Lima em representação do Instituto Empresarial do Tâmega, o vice presidente da direção do Aventura Marão Clube, Miguel Pinto, a vice presidente da Associação de Trabalho Humanitário e Organização Social, Diana Sá, o diretor da EPALC, Paulo Pinto, o vice diretor do EVM, Carlos Macedo, a professora Luísa Magalhães, em representação do Colégio de S. Gonçalo e ainda o professor António França, em representação da ESA.
 
O vencedor do Concurso de Ideias de Negócio, da nossa escola, foi o projeto Grape House Hostel que visa a construção de um Hostel Vínivo na região. O projeto foi desenvolvido pela aluna Rafaela Fonseca, do 12º3C, do curso de Planos próprios  Contabilidade e Gestão.
O Colégio de São Gonçalo esteve, desde o início do projeto, envolvido de forma ativa, representado pela professora Luísa Magalhães e professor Rui Canossa que se empenharam para mobilizar os jovens através do Clube de Empreendedores.
Quanto aos trabalhos propriamente ditos, a criatividade dos nossos alunos foi notável, dado o aparecimento de projetos relacionados com o turismo, à criação de um hovercraft, bem como de uma plataforma original com a finalidade de prestar serviço social. Fomos todos vencedores, mostramos que queremos crescer e sabemos sonhar. Sabemos, sobretudo, trabalhar em equipa, ligar e unir os diferentes cursos de Planos Próprios para criar equipas multidisciplinares. Os nossos alunos empenharam-se e souberam aproveitar a oportunidade que surgiu para desenvolver as suas  competências mostrando as suas potencialidades para, como profissionais, ingressarem, no futuro, no mercado de trabalho.



Publicado em: 18/05/2013 12:10:37


 

 

 

 

 

 
AVISO: Cheque Dentista

Informamos o Sr.(a) Encarregado(a) de Educação, que o seu educando se encontra abrangido pelo Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral, por ser contemplado com subsídio de Contrato Simples 2013/2013.
Deste modo solicitamos a V. Exa. Que se digne passar na Secretaria do colégio, o mais urgente possível, para proceder ao levantamento do respetivo cheque dentista, uma vez que o prazo de validade, para acesso a estes cuidados de saúde oral, termina a 31 de agosto de 2013.
Relativamente à lista de médicos aderentes, encontra-se disponível para consulta na Secretaria e no site do colégio.
Para mais informações é favor contactar a Secretaria do Colégio.
Amarante e Colégio de S. Gonçalo, em 14 de maio de 2013.
A Secretaria



Publicado em: 17/05/2013 05:36:37


 

 

 

 

 

 
DISTINÇÃO: Prémio Padre Nuno Burguete

O nosso querido Monsenhor Clemente foi agraciado com o Prémio Padre Nuno Burguete, SJ, no passado dia três de maio, em Lisboa. O prémio, atribuído pela AEEP, distingue os Educadores que se notabilizam pela sua carreira profissional ao serviço da Educação e dos Alunos do Ensino Particular e Cooperativo.
A Comunidade Educativa do Colégio está muito feliz por lhe ter podido prestar esta homenagem de reconhecimento pela liderança forte e esclarecida que sempre exerceu, de raízes acentuadamente humanistas e cristãs, que foi fundamental para a promoção do envolvimento e participação crítica de toda a comunidade no desenvolvimento do Projeto Educativo do Colégio de São Gonçalo.
Estamos sobretudo profundamente gratos pela sua humildade natural capaz de alimentar e manter vivos o entusiasmo e a confiança da Comunidade Educativa, como alicerces de uma escola aberta e desperta para os permanentes desafios da modernidade.

Publicado em: 17/05/2013 05:21:15


 

 

 

 

 

 
Novo Programa de Matemática: máquinas de calcular vão ficar fora das salas de aula

O novo programa de Matemática aposta na memorização como um dos motores de aprendizagem. Ontem, em conferência de imprensa, o ministro Nuno Crato afirmou que “o ensino deve ser exigente e ter objectivos claros”.
«As máquinas calculadoras vão desaparecer das salas de aula». O ministro da Educação, Nuno Crato, quer pôr os alunos a fazer contas de cabeça e limitar o uso das calculadoras nos primeiros anos de estudo.

Nuno Crato já tinha limitado o uso de calculadora no ano passado, no exame do sexto ano. Agora, quer que as máquinas sejam utilizadas apenas nos anos mais avançados, sendo mesmo aconselhada no 9º ano, para a aprendizagem das trigonometrias.

A ideia faz parte da proposta de revisão do programa de Matemática, apresentada na terça-feira e que se encontra em discussão pública.

O programa aposta na memorização como um dos motores da aprendizagem. Por exemplo, uma das metas de aprendizagem no segundo ano é saber de memória as tabuadas do dois, do três, do quatro, do cinco, do seis e do dez.

No terceiro ano, é a vez das tabuadas do sete, oito e nove.

Um dos autores do programa argumenta que as crianças gostam de memorizar, sendo por isso que sabem de cor os nomes dos jogadores da sua equipa de futebol e das personagens de desenhos animados.

Nuno Crato diz que o “ensino deve ser exigente”. Proposta vai estar em discussão pública até dia 23 de Maio.
Liberdade de metodologia e objectivos claros são os princípios em que se baseia o novo programa de Matemática do ensino básico, apresentado esta terça-feira pelo ministro da Educação e Ciência.
Nuno Crato afirmou, em conferência de imprensa, que este é mais um passo para a modernização do currículo de forma a adequá-lo às novas metas curriculares, já em fase de aplicação experimental nalgumas escolas.
Segundo o titular da pasta da Educação, está tudo preparado para ser plenamente aplicado no próximo ano lectivo.
Em resposta aos críticos da mudança, nomeadamente da Associação de Professores de Matemática, o ministro explicou que a proposta vai estar em discussão pública até dia 23 de Maio. Até lá, todos podem contribuir com as suas ideias.
“O ensino deve ser exigente e ter objectivos claros. É isso que estamos a fazer através deste programa de Matemática e destas metas curriculares, claro que haverá pessoas que estão de acordo e outras em desacordo. Este é o nosso ponto de partida, mas quem tiver desacordos sobre o programa, críticas e sugestões tem agora oportunidade de as fazer.”
O principal objectivo desta medida é adequar o programa às novas metas que são referenciais mínimos a obter pelos alunos em cada ano de escolaridade.
Segundo o titular da pasta da Educação, está tudo preparado para ser plenamente aplicado no próximo ano lectivo.
Matemática, Português e Educação Visual e Tecnológica são os programas que já sofreram alterações. Mas a mudança pode ir mais além. O anúncio deverá ser feito em breve, prometeu um dos elementos da equipa.
Em relação à hipótese dos pais passarem a ter que pagar uma parte das aulas de enriquecimento curricular, como referiram esta terça-feira alguns órgãos de comunicação, Nuno Crato recusou-se a responder, alegando que a ocasião era apenas para apresentar o programa de Matemática.
Especialistas em matemática alertam para consequências da revogação do programa
Sociedade Portuguesa de Investigação em Educação Matemática manifesta "profunda preocupação" com a revogação do actual programa de Matemática do ensino básico.
A Sociedade Portuguesa de Investigação em Educação Matemática (SPIEM) responsabilizou este domingo o Ministério da Educação e Ciência pelas "consequências graves" que a revogação do programa de matemática em vigor para o ensino básico vai acarretar.
Num comunicado, a SPIEM manifesta "profunda preocupação" com a revogação do actual Programa de Matemática do Ensino Básico (PMEB), considerando a decisão do ministro Nuno Crato "um problema" que abrange os matemáticos, professores, encarregados de educação, alunos e país em geral.

Para estes especialistas, os professores vão ser "obrigados a ensinar por objetivos educacionais ultrapassados" e aos jovens vai ser retirada a oportunidade de se "tornarem seres matematicamente pensantes, capazes de resolverem problemas matemáticos, quer na vida quotidiana, quer na vida escolar e profissional futura".
Fonte: Rádio Renascença (24-04-2013)


Publicado em: 02/05/2013 06:26:47

205 registos

1| 2| 3| 4| 5| 6| 7| 8| 9| 10| 11| 12| 13| 14| 15| ... 41|
©  Grupo de informática/informática de gestão @ Colégio de S. Gonçalo - AMARANTE - 2010/2012
users online:       IP: 34.200.222.93: